Blog

Chatbot – Por que ele é importante?

Chatbot – Por que ele é importante?

Atualmente novas ferramentas são projetadas para simplificar a interação entre humanos e computadores: Chatbots ou Assistentes Virtuais.

Os chatbots são uma das ferramentas mais recentes, projetadas para simplificar a interação entre humanos e os equipamentos tecnológicos. 

Você já deve ter percebido que tão logo que você acessa um site, lá está ele “sorrindo” para você, chamando a sua atenção.

Normalmente ele fica no canto inferior direito da sua tela, seja ela do computador ou do celular, chamando você para começar a interagir. 

Perguntas como “O que vai ser como confiar meu serviço ao cliente para um computador?” podem surgir.

Mas a verdade é que existem equipes de marketing, equipes de apoio e equipes de vendas fazendo progressos sérios com suas estratégias de chatbot.

E esta com certeza é uma ferramenta de vendas que o seu site precisa ter! 

Neste artigos iremos falar sobre o fascinante mundo dos chatbots,e vamos dar mais detalhes de como as melhores estratégias de um chatbot pode fazer pelo seu negócio.

O que exatamente é um chatbot?

 

Um chatbot é um software de inteligência artificial que pode simular uma conversa ou um bate-papo com um usuário em linguagem natural, por meio de aplicativos de mensagens, sites, aplicativos móveis ou telefone.

Um chatbot pode ser definido como uma das expressões de interação mais avançadas e promissoras entre humanos e máquinas.

 No entanto, do ponto de vista tecnológico, um chatbot simboliza apenas a evolução natural de um sistema de resposta a perguntas que utiliza o processamento de linguagem natural.

Já imaginou a sua empresa poder atender aos seus clientes 24 horas por dia, nos sete dias da semana, de forma instantânea?

E ainda responder a inúmeros atendimentos, reduzindo o tempo de espera de cada cliente e solucionando problemas simples em questão de minuto? 

Aqui a escolha não é sobre ter ou não um sistema de chatbot em seu site, mas sim qual a melhor forma de implantá-lo. 

Chatbot como ferramenta de vendas

 

Eles realizam sua tarefa, do início ao fim, no local em que seus clientes já gastam seu tempo: aplicativos de mensagens.

 

Grandes sites de e-commerce já sacaram que os chatbots são vitais para sua comunicação com os clientes.

Mas como um simples bot pode ser capaz de aumentar suas vendas?

Eles realizam sua tarefa, do início ao fim, no local em que seus clientes já gastam seu tempo: aplicativos de mensagens. 

Seja o Facebook Messenger, WhatsApp, Telegram, os bots se integram a esses aplicativos e estão prontos para conversar.

Conforme as pessoas pesquisa, cada vez mais elas procuram por informações necessárias o mais rapidamente. 

Mas se a sua empresa conseguir entregar valor real nos lugares que seu cliente já gasta o seu tempo, tudo muda.

O que qualquer comprador deseja é a linha direta entre o problema e a solução.

Os bots são utilizados em variadas situações para aprimorar o atendimento ao cliente.

Ele pode esclarecer dúvidas, agilizar orientações, melhorar a interação, enviar ofertas e fazer o encaminhamento de problemas mais urgentes diretamente para o setor responsável.

Estratégias de marketing no chatbot

 

Um bot pode ampliar as suas venda, mas ele deve basicamente aprimorar a experiência que o seu cliente tem com a sua marca.

Assim, a ação de um bot na sua marca pode transformar a forma como seus clientes vêem a sua empresa e assim deixá-los cada vez mais satisfeitos.

Conheça agora 10 estratégias de marketing para serem aplicadas ao chatbot:

1. Verifique quais as perguntas mais frequentes, solicitando sua equipe

 

A primeira coisa que deve ser levada em consideração no seu bot é o seu conteúdo. 

Vamos levar em conta um chatbot de atendimento ao cliente como exemplo.

Sendo o objetivo desse bot o de auxiliar os seus clientes e dar respostas rápidas, é necessário antes estudar as perguntas mais frequentes da sua marca, para assim o conteúdo fazer sentido.

Mas se a sua empresa não sabe onde encontrar essas perguntas mais frequentes, algumas pessoas, como a sua equipe de atendimento terá muitas delas.

Sua equipe de mídias sociais também tem papel importante, pois eles fazem o acompanhamento por meio das menções e directs dos seus perfis nas redes sociais.

E também a sua equipe de vendas e marketing sabe quais as perguntas mais frequentes conforme eles vão passando pelo seu funil de vendas.

Caso a sua empresa queira investir em um bot para geração de leads, vendas ou um outro serviço, essas perguntas frequentes devem ser pesquisadas dentro da jornada do seu clientes.

Assim o seu bot vai estar perfeitamente preparado para ser o mais proveitoso possível.

2. Crie seu bot com sua própria “árvore” de conversas

 

Para que um chatbot funcione corretamente, ele precisa receber um conjunto de perguntas reais a serem respondidas.

É necessário se ter um certo nível de pré-planejamento e de especialidade, assim fica quase que impossível um chatbot se tornar falho e poder dar ao cliente uma experiência crível.

É por isso que uma “árvore de conversas” funciona tão bem.

Idealize um fluxograma enorme ou um mapa mental. 

O chatbot inicia com o “oi” inicial e sua primeira pergunta ao usuário. Tudo começa, criando fluxos de conversas para todas as direções diferentes que a conversa possa se direcionar.

3. Fuja de conversas totalmente abertas

 

Quando o seu bot possui conversas abertas isso pode causar confusão e levar a uma experiência desagradável para o usuário. 

Uma pergunta em aberto, como por exemplo : “ Como podemos te ajudar hoje?” pode levar a várias respostas.

Entre as primeiras mensagens que seu bot pode oferecer mais comuns são:

  • Como funciona?
  • Você é vegetariano?
  • Qual o custo dos seus produtos?

Dessa forma, o seu cliente pode escolher qualquer uma dessas e o bot já vai ter a resposta automaticamente.

Isso faz com que todas as hipóteses sejam eliminadas do bot, pois ele vai saber bem o que responder a cada uma das suposições.

4. Diga aos seus usuários que um humano está a um passo de distância

 

Informe que o usuário pode falar com um humano a qualquer momento.

Você sabia que a maioria dos consumidores preferem conversar com chatbot do que com o suporte no aplicativo ou via telefone?

Isso porque as pessoas gostam de respostas rápidas para os seus questionamentos ou problemas.

Mas acredite:  ainda existem consumidores que preferem o estilo antigo: o suporte via e-mail ou o suporte feito por humanos. 

Isso também pode ser inserido na experiência de bot da sua empresa.

Deixe isso bem claro na sua mensagem de boas-vindas do bot, informando que o usuário pode falar com um humano a qualquer momento.

5. Receba seu usuário com uma mensagem de voz calorosa.

 

É importante se pensar numa voz e tom do seu chatbot. Ela pode ser uma extensão natural da voz e do tom natural da sua marca.

Algumas empresas escolhem utilizar “robôs” para dar essa mensagem, o que obviamente a torna bem robótica. 

 Você acabou de ver a dica acima, sobre os usuários poder entrar em contato com um ser humano a qualquer momento. 

E essa é uma ótima hora  para colocar na mensagem de boas-vindas do seu bot.

Também procure incluir coisas como um oi cativante ou até mesmo informar que as pessoas estão falando com um bot.

6. Conduza a eficiência do seu bot com UTMs especiais e cupons de desconto

 

Algumas vezes você vai acabar se perguntando: “ Esse bot está sendo eficaz?”.

Caso a sua empresa esteja fazendo o uso de chatbots para diminuir o volume do suporte ao cliente, esta será uma métrica fácil de ser mensurada.

Se o que a sua empresa necessita medir é a eficácia da educação, marketing ou vendas, pode ser valioso acompanhar o sucesso do bot com links e códigos mensuráveis.

Para facilitar, é uma vantagem incluir a palavra “bot” em um cupom de desconto, por exemplo, OIBOT.

Há também a possibilidade de fazer isso com seus códigos UTM, para o conteúdo vinculado do seu bot. 

Dê a ele uma fonte UTM de chatbot e assim é possível medir os cliques e o tráfego que vieram do bot, além de ser possível rastrear o UTM por toda a jornada do usuário.

E o mais incrível! É possível medir o ROI do bot. 

7. Troque seus informativos por e-mail pelos informativos no chatbot

 

E o bot pode ser um lugar para a entrega de conteúdo.

Um chatbot é super eficiente para solicitações recebidas.

Mas e quanto ao fato de entregar conteúdo aos seus clientes? Há muita coisa para se experimentar!

E o bot também pode ser um lugar para a entrega desse conteúdo.

Uma forma de manter esse contato com o seu cliente é configurar um bot de chat, pedindo aos seus clientes para optar a receber atualizações e anúncios da sua empresa. 

Dessa forma, você cria uma lista de assinantes no seu bot de mensagens!

Há estimativas de que o envio do conteúdo através do chatbot geram taxa de engajamento entre 70 a 80%.

8. Envie pesquisas simples para seus clientes

 

Quando a taxa de engajamento com bots está alta, esta é uma boa chance de começar a enviar mensagens com pesquisas. 

Pode ser mais complicado se realizar as pesquisas através de e-mail ou em um site para conseguir um alto volume de respostas. 

E isso se torna um pouco mais fácil com os bots.

Assim como o bot faz a solicitação ao cliente para o envio de informativos, nas pesquisas é  o mesmo processo.

Quando elas optam por receber as pesquisas, você pode enviar pesquisas curtas e objetivas. 

A maiorias das ferramentas citadas anteriormente possuem a opção de duas respostas baseadas em botões, que são perfeitamente apropriadas para as primeiras experiências móveis dos bots de mídia social.

9. Melhore o seu bot com dados e personalização

 

A grande maioria das maiores empresas mundiais já tem seus chatbots funcionando perfeitamente.

Mas se a sua empresa ainda não atingiu essa escala, não se preocupe.

É necessário primeiramente começar com as perguntas mais simples e comuns dos seus clientes, sempre realizando o possível para preencher seu bot com detalhes.

Coisas simples, como horário de funcionamento, negócios diários, etc, podem viabilizar uma experiência agradável.

Existem muitas ferramentas que pode personalizar a experiência do seu cliente com variáveis como nomes ou locais.

Isso diminui a distância entre o útil e o produtivo. 

 

10. Divulgue o seu chatbot para que os seus clientes saibam que você tem um

 

Essa dica pode parecer um tanto óbvia, mas essa talvez seja a mais importante entre todas que você já viu até agora.

O chatbot do seu negócio só vai dar certo se as pessoas souberem que ele existe.

Então, a divulgação é necessária para que eles possam encontrar e usar.

Isso pode acontecer de forma orgânica,  quando as pessoas visitam sua página do Facebook e são levadas para você no Messenger. 

Algumas maneiras de como você pode promover o seu chatbot:

  • Cite o seu bot em uma lista de todos os seus canais de suporte ao cliente
  • Faça um call-to-action em seu blog ou site para entrar em contato com você
  • Publicidade nas redes sociais para que as pessoas escolham pela sua experiência com bot. 

 Porque então não implantar um bot que faz (quase) tudo até enquanto você dorme?

Queremos ajudá-lo a ser uma dessas marcas com uma estratégia de chatbot incrível. Entre em CONTATO com a gente!

WhatsApp chat