Blog

Growth Hacking – o que é?

Growth Hacking – o que é?

Você sabe por que a sua empresa deveria se cativar com o growth hacking?

Você sabia que existe uma forma mais poderosa de se fazer marketing? 

Uma forma que utiliza o nosso lado analítico do nosso cérebro e que não exclui a busca pelo entendimento maior do usuário?

E mais ainda, um modo de se aplicar estratégias exclusivas para crescimento de uma startup?

Sim, isso existe!

E estamos falando sobre o growth hacking. 

E o que é o growth hacking então?

 

Growth hacking é fazer o uso de táticas de marketing e de recursos para auxiliar o crescimento  e manter uma base de usuários ativos, vender produtos e ganhar exposição.

Imagine “hackear” como aqueles pequenos atalhos que facilitam sua vida. 

É bem comum o growth hacking estar ligado a empresas iniciantes ou pequenas empresas, ou seja, aquelas empresas que ainda  não têm muito dinheiro para gastar, mas que precisam de resultados rapidamente. 

Mas este é um conceito escalonável e aplicável a qualquer empresa on-line disposta a manter o crescimento e a retenção de uma base de usuários ativa.

Por que a sua empresa deveria se preocupar com o growth hacking?

 

Veja agora mais sobre o que é growth hacking e porque a sua empresa deveria se cativar com este conceito que vem sido cada vez mais aplicado nas organizações:

  1. Trata-se de marketing com dedução no produto.

No mundo das startups sempre existiu um conceito errado do que é marketing, que sempre foi vista como uma “propaganda” e ponto.

Mas o termo growth hacking acabou dando aos profissionais (aqueles com um pensamento mais adequado as startups) uma aproximação maior de um marketing que transforma o produto em um instrumento de mercadologia por si só.

E não somente um amontoado de funcionalidades que necessita ser colocado para os clientes depois de tudo pronto.

  1. Growth hacking é uma metodologia

Este método se molda em duas práticas diferentes uma da outra, o desenvolvimento ágil de software e o método científico.

2.1 Desenvolvimento Ágil

Entender o desenvolvimento ágil no marketing é simples: tem o sentido de produzir as ações de marketing em intervalos bem curtos de tempo, e isto significa lançar campanhas e funcionalidades com mais rapidez, ainda que esteja incompleto.

Assim, estas práticas são testadas e se obtém um feedback do mercado e assim é possível se fazer um aprimoramento ou o descarte daquilo que não se mostrou promissor.

2.2 Método Científico

O método científico é um processo de experimentação usado para explorar observações e responder a perguntas.

No growth hacking, as ideias não passam de suposições a serem verificadas por experiências controladas.

Desta forma, tempo e dinheiro não são “jogados fora” com coisas que não vão trazer resultado algum e então o retorno é quase que garantido.

A sua empresa deveria se cativar com um processo de growth hacking que possa demonstrar as áreas em que seu produto é mais afetado e isso impede o seu crescimento.

E também que possa organizar uma maneira mais elaborada para que ideias surjam de forma contínua. 

E este processo também deve incluir um modo de se particularizar essas ideias e de se elaborar experimentos, e assim analisar cada experimento, separando-os entre bem e mal sucedido e então poder transmitir para toda a sua empresa.

Quando um processo de growth hacking é bem arquitetado, ele cria um ritmo em que viabilize voltar ao marco zero toda vez que for necessário, traz um conhecimento constante sobre o usuário e assim é possível se criar melhoras de forma constante. 

  1. O growth hacking é um jeito de se pensar 

O growth hacker é uma combinação de cientista, analista e profissional de marketing que sempre parte em busca das melhores táticas que trazem resultados com o mínimo de investimento.

E em hipótese alguma fará um investimento quando ele não tiver a total certeza de que não haverá retorno algum.

  1. Growth hacking exige prática de tecnologia

Mas isto não quer dizer que o growth hacker precisa ser programador, mas quanto maior o seu conhecimento com a tecnologia.

A sua percepção sobre o que precisa ser feito é mais clara. 

  1. Growth hacking por fim é marketing

Growth hackers cada vez mais necessitam usar o seu lado técnico e analítico, e também precisam compreender cada vez a psicologia do consumidor e sobre marketing.

Ele precisa estar antenado nas motivações dos clientes, no mercado atual e suas tendências, nos diferentes segmentos e como esse consumidor se comporta. 

E mais que isto, ele exige um conhecimento profundo da peça fundamental em todo esse processo: o seu consumidor. 

Vamos crescer o seu negócio? Entre em CONTATO com a gente!

WhatsApp chat