Blog

Gerenciamento de Projetos – Conheça quais são as 6 falhas mais comuns

Gerenciamento de Projetos – Conheça quais são as 6 falhas mais comuns

Um gerenciamento de projetos abrange as técnicas e as ferramentas que são essenciais para que a entrega de seus projetos seja feita com êxito.

Projetos são preparados pelas partes que tem interesse no seu desenvolvimento, com visão e objetivo e quais são os meios necessários para chegar a esse objetivo, utilizando-se de ferramentas de gerenciamento de projetos para assegurar que seja possível chegar lá.

O gerenciamento de projetos é a chave para esse sucesso. Ele abrange a tecnologia, metodologia e recursos que permitem a conclusão do projeto.

E para que esse gerenciamento possa ser realizado com sucesso, é necessário que essas algumas falhas possam ser evitadas durante o processo. Vamos conhecer quais são?

As 6 falhas mais comuns que você deve evitar no seu Gerenciamento de Projetos

 

Cada dia mais as organizações vem encarando mais desafios ao iniciar um projeto, desde os mais simples aos mais complexos.

E é fato que todos os erros ficarão expostos se todas as etapas do desenvolvimento desse projeto não estiver bem ligados.

Nós da C4W sabemos dessa importância do gerenciamento de projetos e queremos dividir sobre esses erros que você já mais deve cometer.

  1. Não conhecer o projeto por completo

Pode parecer bobeira, mas essa é um erro comum na hora de gerenciar o projeto, pois a maioria das pessoas quer ver o plano em pleno funcionamento e se esquece de conhecer todas as etapas.

É essencial compreender o que o cliente cria de expectativa e também qual o objetivo da entrega.

Alguns pontos fundamentais devem ser levados em conta desde o início, para que imprevistos nada agradáveis aconteçam no meio da caminhada:

  • Medir qual o tempo que será necessário até chegar ao objetivo,
  • Qual o esforço será preciso colocar para que o projeto possa andar
  • Saber quantos e quais profissionais estarão envolvidos no projeto.
  1. Não possuir um GP

É como uma ciência exata: não tem como criar um projeto sem um gestor de projetos (GP).

Ele é o responsável pelo sucesso (ou o fracasso) de um projeto, pois é nele que é centralizado toda e qualquer decisão a ser tomada, é ele quem dá a cartada final das decisões que foram tomadas juntamente com um time.

É ele também quem dá um norte a equipe multidisciplinar que utiliza a Metodologia Ágil, mas ele é essencial para deliberar as prioridades e as estratégias do projeto.

E é fato que ele não trabalha sozinho, mas para que todo o trabalho possa vir a ser realizado, ele deve ser a ponte entre o cliente e a sua equipe.

  1. Não elaborar cronograma
O cronograma no gerenciamento de projetos é quem vai determinar cada meta

O nosso tempo é valioso e merece ser gasto de forma que nunca se tenha desperdício dele.

E um bom gerenciamento de projetos deve se girar em torno de um cronograma, pois é ele quem vai determinar cada meta, os empenhos de toda a equipe e toda a rotina diária de comprometimento com o objetivo final.

O cronograma é fundamental para que o gestor de projetos possa antever o que pode não sair, o que pode atrasar e o que precisa ser feito com mais urgência.

Assim, com tudo isso traçado, o gestor de projetos dá o caminho correto que toda a equipe deve seguir.

  1. Não cobrar do cliente o cumprimento da parte dele

A entrega do projeto depende totalmente do cliente, e por mais comprometimento que o cliente tenha com o projeto, é necessário lembra-lo disso durante o caminho.

Toda entrega do cliente é que vai pautar o projeto, do seu início até a finalização.

Pode ser uma tarefa chata, mas é fundamental que o cliente envie todo material sem atrasos, que não demore na aprovação e que sempre haja um feedback constante para que não haja acumulo de correções e isso atrasar todo o andamento.

Lembrá-lo de que se ele for rápido ao atender os pedidos, mais o cronograma de ações serão cumpridos com menor tempo possível.

  1. Não errar logo no início

Eis aqui uma verdade: nem tudo que está na teoria vai acontecer na prática e eis o momento certo de se ter sagacidade para alterar toda a estratégia do trabalho.

Se não errar, não há como saber se realmente está indo tudo conforme o esperado.

Errando é que se torna possível que os ajustes necessários sejam feitos, e isso cria valor para seu cliente.

E tudo que um gestor de projetos necessita é da máxima que vem da Metodologia Ágil: “Errar rápido e corrigir mais rápido ainda”.

  1. Não entregar o seu projeto em pequenas partes

Entregar o projeto em pequenas partes evita uma catástrofe no final. Imagine só dispor de tempo e energia e dar ao cliente tudo pronto, e ele não gostar de um pequeno detalhe e ter que alterar tudo e iniciar um novo ciclo de criação.

Estressante, não é mesmo?

A melhor forma então é ir ajustando aos poucos, entregando e validando pequenas partes do projeto, e esta é uma forma de entregar um projeto quase que perfeito.

Vamos conversar sobre quais erros evitar e também quais os melhores caminhos para desenvolver o seu projeto? Entre em CONTATO com a gente!
WhatsApp chat